Análise da Mentira em Reportagem- A linguagem Corporal denuncia a mentira do próprio especialista

2ª Edição Revista e Atualizada.

Escrevo sobre uma reportagem realizada (não me lembro quando) sobre um rapaz, que “ministra” cursos para descobrir mentirosos. 


Primeiramente, metade da entrevista em si é uma mentira.

Em termos não só científicos, mas também em termos de análise gramatical de textos e estres vocal, o rapaz cai em uma série de contradições e incongruências transmitidas pela sua própria linguagem corporal.

A mentira se completa na frase totalmente quando diz “ a ideia de ir para os estados unidos, fazer o treinamento junto com autoridades, com a polícia que usa essa técnica na Cia e no FBI, foi exatamente por esse motivo”.

1:08 seg. É o momento que a mentira começa. Repare bem na inflexão da voz, está oscilante. Suas mãos gesticulam de forma rígida, como forma de tentar dar suporte a fala. Incongruências.

1:12 seg. Processamento Cognitivo. A vibração nos olhos e o fecho dele em menos de um segundo, são mensagens clássicas não verbais de incongruência, incerteza e dúvida acionado por certo nervosismo.

1:14 seg. Se repararem neste momento aparece um puxão no canto dos lábios. É uma manifestação da clássica ação na unidade 21C. Incongruência. Mentira.

1:16 seg. Quando diz “exatamente por isso”. Seu processamento cognitivo volta a ser acionado de forma mais aparente, tentativa de ocultar certo nervosismo ou desconforto. O sistema límbico envia impulsos elétricos ao corpo contradizendo a fala. Perceba sua cabeça, ela assente positivamente indicando “sim eu fui” de maneira rígida, mecânica e consciente. Ao final da frase, ele esconde as mãos (falta de sinceridade).

Ou seja, mentira. Incongruências dos mais diversos tipos em uma única frase.

A incongruência dele referente à vibração nos olhos, em não querer ver a mentira que está contando, é bem parecida com a do jogador Somália, quando foi a TV dizer que tinha sido sequestrado, mas no caso de Somália, é interpretado também como vergonha. Repare na entrevista. Tem a mesma mensagem não verbal mecânica no corpo e nas piscadelas do jogador e do rapaz.

Outras incongruências.

Reparei que na entrevista a todo tempo se fala sobre “desvios de padrões”, parece que ele só sabe essa parte do estudo do comportamento não verbal. Quando uma pessoa que se diz expert em algo, evita falar em outros assuntos ou dar demonstrações em habilidades mais diversificadas é melhor desconfiar. 

O mesmo acontece com outras informações em entrevistas pela internet (Programa do Jô). Informações erradas e incompletas, como que a técnica propicia ao detentor, possibilidade de acerto em 95 por cento das vezes e etc. Isso é mentira!

Durante o teste drive com a entrevistadora o rapaz estava apreensivo, preocupado. Na primeira questão acertou. Na segunda errou. Na terceira ele responde de maneira baixa vocal, em incerteza do que realmente era verdade ou não. Já na última nem responde, se esquiva de maneira bem inteligente, para retornar e falar novamente dos seus “desvios de padrões”.

Essas evasões são clássicas em pessoas que querem evitar a todo custo bater o martelo em alguma coisa, e querer dispersar o interlocutor com um assunto atrativo. No caso dele, ele se esquiva para não dizer diretamente se a última frase da moça era verdade ou não. Ou evitar que a moça dissesse alguma coisa do tipo “você errou”.

Depois vem com artimanhas dizendo outros sinais de mentira que são comuns (ou nem tanto) como passar a mão atrás da nuca, passar a mão na boca e etc.

Pessoalmente, acredito que esses sinais são baboseiras. Claro que devem ser estudados minuciosamente, mas com o avanço do mundo e da rápida modernização quer tecnicamente, quer logicamente, tem muitas pessoas que são dificílimas em mostrar esses sinais em uma mentira direta, a não ser aquelas que são bem retraídas com uma personalidade introvertida.

Se ele ensina somente isso em um curso, os alunos nunca vão avançar para estudos mais aperfeiçoados e continuarão todos a supostamente querer tentar descobrir se o que alguém fala é mentira ou verdade. Chega até a gravidade da situação em que o rapaz usa de maneira intuitiva e não científica para descobrir algum mentiroso. 

Notei também que ele no momento sobre seu treinamento na Cia ou no FBI não conta muitos detalhes relevantes sobre como aconteceu. Em uma história quando existe falta de detalhes embutidos no contexto, ou a gramática sair de forma sem sentido, ocultada ou com buracos, desconfie. Repare bem quando ele diz a frase que está descrita acima aos 1:08, é totalmente contraditória. Diferente de quando afirma que é especialista em crimes da internet.

Toda vez em que fizer algo que se coloque em rede nacional, deve-se buscar qual é a fonte da informação para que não acabe proliferando ainda mais uma mentira. O motivo pelo qual as mentiras são espalhadas, é porque muitas vezes o interlocutor não se preocupa em verificar a real fonte da informação. E se a mesma fonte é uma fonte, confiável ou oficial.

A intenção não é fazer picuinhas, mas sim mostrar que o rapaz não precisaria de uma mentira, para se promover em busca de prestígio. Por mais que saibamos meias técnicas que aprendemos na série lie to me e em alguns livros de dicas rápidas, o corpo sempre mostrará os famosos ditos, desvios de padrões, mesmo tendo consciência quais são eles. 

Bruno Santos da Silva
Especialista em Linguagem Corporal e Micro Expressões

5 comentários:

  1. Bruno
    Suas observações estão perfeitas. Todas as reportagens que o Wanderson Castilho participa aparecem uma série de erros de conceitos e dados imprecisos. Já disse isto a ele por telefone.
    O Wanderson também não é partidário do debate, quando e e mais uma psicológica de Recife contestamos algumas das
    afirmações dele; simplesmente nos bloqueou no face. Conduta muito... deixá pra lá.
    São erros básicos, poderia enumerar diversos deles aqui.
    Falta a ele determinados conhecimentos específicos sobre o tema. Este tipo de postura é muito ruim para o estudo da linguagem corporal.

    ResponderExcluir
  2. Nossa cara . Bruno você é fera meu. E eu que curtia algumas reportagens do Wanderson. Bah que coisa. Realmente eu lembro de ter visto esta matéria e lembro que ele havia errado numa das vezes. Então quer dizer que ele não é tão bom quanto parece. Lamentável!! Parabéns por mais uma matéria cara continuo sempre por aqui abraços!!!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, esse cara é uma fraude. Lembro dele no fantástico.

    ResponderExcluir
  4. O que o mestre Paulo Sérgio Camargo também comentou no início dos comentários é a mais pura verdade. O cara é um incompetente de primeira ...

    ResponderExcluir
  5. Puts ... falta de habilidade do caramba .. eu também reparei isso .. nem acredito que fiz curso com ele ... dinheiro jogado fora ... Prefiro Bruno Santos da Silva e Paulo Camargo para darem esse curso .. são bem melhores, e ensinam muito bem ..

    ResponderExcluir

Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, termos agressivos, propaganda comercial, ou comentários desnecessários sem conteúdo. Para o envio de mensagens pessoais para o autor, utilize o e-mail. Caso haja erro no processamento na página ou vídeo com a análise ou artigo, deixe seu comentário para manutenção imediata.