Análise da Mentira referente os Atrasos das obras de Estádios

2ª Edição Revista e Atualizada.
       

Este vídeo tem várias conclusões a serem tiradas. Dentre elas, detectei de uma a duas coisas. Primeiro, ele ensaiou o discurso na primeira parte, ele tem a fala rápida com algumas interrupções e confusões. A mente processa rapidamente a fala para que o indivíduo não se perca e tenha coerência, no caso dele, ele hesita em alguns momentos e não usa termos que eu chamo de "ligações pessoais" que é a chamada opinião própria. Exemplo na segunda parte quando ele diz "nós vamos talvez ter problemas". Em termos de Análise de Stress Vocal, sua voz se mostra em alto grau de nervosismo e stress. Vamos à análise.

00:14 seg: Sua cabeça gesticula negativamente. Ele não sabe o que dizer. Está confuso nas palavras, tenta processar a frase mais rápido. Acontece quando estamos nervosos, impacientes e sob pressão. Quando algo nos incomoda ou preocupa. Pode ter sido ocasionado devido a busca da memorização das frases, que como disse anteriormente, o ensaio de sua fala.

00:15 seg: Ele tem uma musculatura contraída. Tensão, apreensão. Na testa aparecem rugas verticais e horizontais intituladas por Darwim como as Rugas da Dificuldade. Elas reforçam a tensão e denunciam uma preocupação em grande intensidade e até medo.

00:17 seg: Quando diz que a liberação foi "tardio" e que "demorou". Aparecem alguns micro gestos na face. Incongruências. Se repararem sua mão gesticula mecanicamente, como uma forma de tentar dar suporte a sua fala. Incongruências. Mentira!

00:20 seg: Quando diz "somente em janeiro foi liberado recursos" ele mostra mais sinais contextuais que denunciam uma mentira. Ele oscila na cadeira, tenta "se mexer". Nos ajeitamos na cadeira em alto grau de stress quando contamos algo que não acreditamos ser verdade ou por um incômodo nervosismo, é uma clássica atividade dispersiva para tentar buscar conforto. Ele contrai os ombros. Outro gesto de incongruência. Contrair os ombros é um gesto de indecisão, de dúvidas. Mensagem não verbal "não sei". "não sei o que estou dizendo", "não acredito no que disse".

00:24 seg: Quando diz que "estava bancando" Sua voz que pode ser interpretado como "ênfase" na realidade é stress. Sua boca diz que sim, mas sua cabeça sinaliza que não. E sutilmente o ombro direito se contrai rapidamente.

00:47 seg: Quando diz que "talvez terá problemas", ele mostra insegurança, dúvida e até nervosismo . Ele faz micro gestos na testa novamente.  Seus ombros se contraem sutilmente, dessa vez, mais aparente. As piscadas nos olhos que chamamos de Processamento Cognitivo aumentam razoavelmente. Na realidade, ele tem certeza que terá problemas.

00:53 seg: "Serão entregues em abril de 2014". Na realidade ele não concorda com isso. Perceba o maneio da cabeça negando sutilmente o que a boca diz. Exibe aqui também gestos fora de sincronia com a fala. Sua testa se contrai em tensão onde as rugas frontais se "energizam". Falta de segurança, dúvidas, preocupação extrema.


Conclusão... Um desperdício de dinheiro público.


Bruno Santos da Silva 
Especialista em Linguagem Corporal e Micro Expressões

4 comentários:

  1. uma boa análise bruno, uma putaria com os brasileiros

    ResponderExcluir
  2. Muito Bom mesmo!!!!!!!!! Eu amei a parte do desperdício de dinheiro público... kkkkk

    ResponderExcluir
  3. muito legal .... cada vez mais me interesso por expressoes

    ResponderExcluir
  4. esse é mais difícil de pegar parece que tinha tudo decorado, me enganou

    ResponderExcluir

Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, termos agressivos, propaganda comercial, ou comentários desnecessários sem conteúdo. Para o envio de mensagens pessoais para o autor, utilize o e-mail. Caso haja erro no processamento na página ou vídeo com a análise ou artigo, deixe seu comentário para manutenção imediata.