Caso Suzane Von Richthofen e Irmãos Cravinhos

2ª Edição Revista e Atualizada.



Por ser uma foto que já se tem um artigo construído sobre ela, não entrarei em detalhes, somente irei recordar fatos importantes dando referências a outras fotos do mesmo caso, mostrando mesma fisionomia.

Em tempos o Caso Suzane Von deixou o Brasil perplexo com a forma que os pais foram mortos. O crime se tornou notório em meio à discussões assim como em especialistas em Linguagem Corporal.

Dentre os curiosos pela fotografia meu respeitável companheiro Paulo Sérgio de Camargo também foi com seus olhos no caso para avaliar o padrão que se encontra Suzane no momento em que fora fotografada no enterro dos pais. Paulo Sérgio de Camargo analisou a fotografia em termos de linguagem corporal e chegou a umas conclusões. Dentre elas o problema que Suzane pode ter. Outros pontos importantes que foram destacados na análise são o seguinte:


  • Vestuário de Suzane: Ela se veste como vai a um shoping center. Em culturas ocidentais quando morre alguém da família, nos encobrimos quase por completo inconscientemente em sinal de recolhimento, respeito e luto. Suzane está com os braços e a barriga descobertos. A barriga exposta, denota vulgaridade, quanto mais a mostra, mais vulgaridade existe (região de tabu). 


  • Ombros: Desequilibrados. Não mostram recolhimento, desânimo ou falta de energia como alguém mostraria em um enterro, ainda mais sendo dos próprios pais nas circunstâncias em que foram mortos. Diferente do irmão que está ligeiramente desmotivado com desânimo e falta de vontade.


  • Face: A face é o que mais chama a atenção em estudantes de comportamento não verbal. Para muitas pessoas que tem os pais ou alguém que gostamos brutalmente assassinados, esperamos dela raiva, tristeza, revolta. O que aparece na face de Suzane ao contrário do irmão que tem todas essas características, é exatamente o contrário.

A face de Suzane mostra um semblante de Medo, Apreensão. Tem algo muito errado com a expressão  nessa circunstância que chama muito a atenção.

Caso: Segundo a polícia os pais de Suzane foram mortos porque não teria aceitado o namoro com Daniel (Irmãos Cravinhos- O que aparece de verde). E que Suzane teria deixado Daniel e o irmão entrar na mansão onde teria os matado. O interessante é que em todo meio de pressão em Suzane dos pais sobre a proibição do namoro, Suzane deixou eles entrarem. Então logo se torna um vínculo de culpa pela morte dos pais. E culpa não é o que foi visto na expressão de Suzane, o que levanta suspeitas em lembrar daquele tipo de pessoa que não se sente culpada a cometer atos em que deveriam estar se sentindo com remorso, culpa e etc.

Na fotografia acima ainda do enterro, chama atenção a expressão do namorado Daniel (homem de gravata). Ele tem a expressão clássica de culpa. Cabeça baixa, Olhar cabisbaixo, lábios fechados em pressão com covas. A mesma fisionomia que demostra todo tempo na delegacia e em outras fotos. Como abaixo.



 A mesma fisionomia de Culpa que Daniel demonstra na delegacia, ele mostra também no enterro, igualmente de seu irmão que além da culpa na face, tem rugas verticais (Rugas da Dificuldade- Apreensão, Preocupação e até tristeza), e uma leve quantidade de raiva em sua tensão muscular facial que também é possível ver através dos lábios pouco pressionados. 





Dentre essas fotos em meio aos acasos e as circunstâncias de padrão, da para imaginar como o fato aconteceu, e qual é a situação comportamental de Suzane. É interessante nesta fotografia acima também a maneira como Suzane usa para se esconder. Ela usa todo o cabelo jogado para frente com a cabeça ligeiramente abaixada. Para um especialista em analisar a linguagem não verbal, é muito complicado em bater o martelo apenas com fotografias, mas a maneira com que Suzane usa para se esconder, posso afirmar, que não é o padrão normal que uma pessoa em sã consciência usaria.

Bruno Santos da Silva 
Especialista em Linguagem Corporal e Micro Expressões

Um comentário:

  1. Muito fera estas análises. Acho que estou aprendendo um pouco pois antes de ver a imagem do Daniel debaixo, ainda quando eu estava vendo a foto de cima a do enterro, notei que havia um rapaz de gravata cabisbaixo mas que parecia demonstrar culpa ou vergonha!! Parabéns muito dez este blog!!!

    ResponderExcluir

Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, termos agressivos, propaganda comercial, ou comentários desnecessários sem conteúdo. Para o envio de mensagens pessoais para o autor, utilize o e-mail. Caso haja erro no processamento na página ou vídeo com a análise ou artigo, deixe seu comentário para manutenção imediata.