Mostrar o Dedo Central- Hostilidade

                                                                                                          2ª Edição Revista e Atualizada.


Mostrar o dedo central é um grupo gestual comumente usado conscientemente para mostrar ao interlocutor ou em outras palavras aqueles com quem estamos falando, nossa agressividade e desagrado com a situação ou com o que a pessoa disse para nós. 

O gesto pode ser usado tanto como inconscientemente como conscientemente.

Apesar de alguns usarem ele conscientemente, ele também vem a ser usado de forma INCONSCIENTE. Ou seja, a pessoa não tem ideia de que está fazendo o tal gesto para a pessoa com quem falamos, ele pode tanto ser realizado de forma rápida para mostrar nosso desagrado com a pessoa com quem conversamos, ou pode ser adotado de forma continua. 

Na primeira foto vemos o presidente Barack Obama usando o gesto de HOSTILIDADE INCONSCIENTE CONTÍNUO (Sentimento Agressivo e de desagrado). Pela sua tensão muscular facial que está totalmente raivosa, e pela sua hostilidade ser contínua apoiando também a cabeça ao mesmo tempo -que indica tédio e aborrecimento (ver artigo gestos de avaliação) da para perceber o quanto ele se sente irritado com as pessoas que fazem questionamentos ao seu respeito.


O presidente do México usando esse grupo gestual de hostilidade INCONSCIENTEMENTE de forma rápida as pessoas que o faziam questionamentos sobre o seu governo. Ele faz o gesto de hostilidade, sem ter consciência, denunciando o que passa pela sua cabeça sobre o seu interlocutor. Todavia desta vez, ele faz o gesto de forma rápida.


A atual presidente do Brasil usa o grupo gestual de hostilidade CONSCIENTEMENTE, ou seja, ela tem consciência de que estava usando o gesto. O faz por algum motivo exposto que a deixou com raiva e insatisfação.



Debate para as eleições para a prefeitura de São Paulo SP. O candidato do PTRB, Levy Fidelix usa o grupo gestual INCONSCIENTE DE HOSTILIDADE para o seu oponente. Foi um dos momentos mais interessantes do debate. 

As formas conscientes e inconscientes, contínuas e rápidas, tem conotações harmoniosas que devem ser interpretados com muita atenção. Um gesto que pode ser interpretado de outra maneira prejudicial pode acarretar erro em toda uma análise. Distinguir as diferencias entre o que é acionado sem ter noção e tendo noção é o princípio de qualquer estudante em Linguagem Corporal. Sempre tenha em mente essa regra que é de profundo proveito.

Bruno Santos da Silva 
Especialista em Linguagem Corporal e Micro Expressões

3 comentários:

  1. Bruno faz a analise da - Declaração do Pr. Felipe Heiderich sobre as acusações de Bianca Toledo

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, termos agressivos, propaganda comercial, ou comentários desnecessários sem conteúdo. Para o envio de mensagens pessoais para o autor, utilize o e-mail. Caso haja erro no processamento na página ou vídeo com a análise ou artigo, deixe seu comentário para manutenção imediata.